29.1.08

Masdar, uma nova Utopia?


Vista aérea da futura Masdar


Em 2009 estará pronta, em pleno deserto dos Emirados Árabes, nos arredores de Abu Dhabi, a primeira cidade sustentável do mundo.
Masdar, que em árabe significa 'a fonte', será a primeira cidade com emissões de carbono zero, totalmente abastecida com energias renováveis.

O anúncio foi feito no dia 21 de janeiro pela empresa de energia árabe Masdar Initiative e o escritório britânico do arquiteto Norman Foster, durante uma conferência sobre energia em Abu Dhabi.

A cidade murada será construída em uma área de seis quilômetros quadrados e terá capacidade para abrigar 50 mil habitantes e 1,5 mil estabelecimentos comerciais. A cidade deve abrigar também a maior fonte de energia fotoelétrica do mundo. Outras previsões são a de que 99% do lixo será reciclado e não existirá carros particulares circulando na cidade.

De acordo com a Foster and Partners, nenhum pedestre terá que andar mais de 200 metros para ter acesso ao transporte público. Além disso, a maioria das ruas da cidade terá apenas 3 metros de largura e 70 de comprimento, com a intenção de incentivar a caminhada.



Aos que questionaram a existência dos muros em torno da cidade, as justificativas foram a necessidade de diminuição do calor transportado pelos ventos do deserto, bem como do ruído vindo do Aeroporto Internacional de Abu Dhabi.

O irônico nisso tudo é que boa parte da responsabilidade das emissões da carbono no mundo vêm justamente do recurso natural que está pagando a construção de Masdar: o petróleo. De qualquer maneira não da para imaginar essas especulações árabes como um modelo para ser disseminado pelo mundo.

As imagens de Masdar, numa perspectiva alarmista - ou apocalíptica, como diria Umberto Eco -, pode nos remeter aos piores pesadelos da ficção científica, onde num planeta arrasado algumas colônias protegidas servem como oásis para seres humanos privilegiados.

O mais realista, no entanto, é pensá-la como um laboratório para o design urbano e as novas tecnologias, sobretudo em energia renovável, já que o projeto de Masdar também esta integrado a um centro universitário que estuda o assunto.

No mais, em que pese as críticas dos detratores, Norman Foster continua na linha de frente da arquitetura quando a questão é pensar o design contemporâneo.



http://www.fosterandpartners.com/Projects/1515/Default.aspx

Nenhum comentário: